Amizade além do campo

17/05/2017 às 18:49 | Assessoria CBF

Dirigentes do Atlético Nacional visitam Museu

Laços que se unem nunca são desfeitos. A relação entre Brasil e Colômbia superou as quatro linhas, envolveu povos e engrandeceu o espírito generoso e acolhedor dos nossos vizinhos diante o acidente ocorrido com a Chapecoense, no final do ano passado. Nesta quarta-feira (17), a CBF recebeu dirigentes do Atlético Nacional, da Colômbia, que vieram conhecer o Museu Seleção Brasileira e as instalações da entidade. O grupo formado pelo presidente do clube, Andrés Botero; o diretor de futebol, Mauricio Navarro; e o coordenador esportivo, Juan Pablo Moreno, se encantaram com a história e o peso da camisa verde e amarela.

– Aproveitamos o tempo livre para virmos conhecer o Museu e toda a história da Seleção Brasileira e gostaria de agradecer a CBF pelo convite. Estou há pouco mais de um mês e meio à frente do Atlético Nacional e, estar aqui vendo a história do futebol brasileiro, me motiva ainda mais a investir em um museu para o nosso clube, pois temos muitos troféus e lembranças que neste momento estão guardadas e que nossos torcedores não conhecem. Minha ideia é expor para os nossos seguidores todo este processo histórico do Atlético Nacional – garantiu Andrés, que está com a delegação no Estado devido ao jogo contra o Botafogo, na quinta-feira (18), pela Copa Libertadores da América.

– Após o acidente, ficamos mais unidos e tratamos, de todo coração, ajudar os sobreviventes, as famílias dos envolvidos e isto nos fez irmãos. Chapecó e Medellin se uniram numa causa nobre através do futebol. Ganhamos a Recopa pela primeira vez, agora o foco é o jogo contra o Botafogo e esperamos termos um bom resultado amanhã, um bonito jogo – finalizou o presidente do Rey de Copas.

SERVIÇO

Localizado na sede da CBF, na Avenida Luiz Carlos Prestes, 130, o Museu Seleção Brasileira conta a história da maior campeã mundial, desde o primeiro jogo em 1914 até os dias de hoje, por meio de vídeos, documentos, fotos, troféus e seções interativas. 

Todas as visitas são guiadas, com profissionais bilíngues (inglês e espanhol).

Horário de funcionamento: aberto todos os dias (exceto 25/12 e 1/1), das 10h às 18h, com a última entrada permitida às 17h30

Ingressos: inteira - R$ 22 / meia (estudantes e idosos) - R$ 11 / grupos de escolas privadas (pré-agendados) - R$ 5 / grupos de escolas públicas (pré-agendados): R$ 3

Gratuidade: crianças menores de 6 anos, pessoas com necessidades especiais com direito a até dois acompanhantes, professores da rede pública, ONGs e projetos sociais pré-agendados, e imprensa.

Serviços: cadeira de rodas, guarda-volumes, estacionamento e wi-fi.

Reservas para pré-agendamento de escolas, ONGs, projetos sociais e grupos: (21) 3572-1963.

Leia mais

Nossos patrocinadores