Há 59 anos...

29/06/2017 às 15:20 | Assessoria CBF

Os heróis da Copa do Mundo da Suécia 1958

Quando Bellini levantou a Jules Rimet, no Rasunda, o mundo do futebol mudou. O Brasil era enfim campeão. O país de grandes craques como Pelé, Nilton Santos e Garrincha, do Maracanã lotado e do povo apaixonado, conquistou, na Suécia, sua primeira Copa do Mundo. 

A final, contra os donos da casa, no dia 29 de junho de 1958, foi uma demonstração de força e talento difícil de esquecer. Comandado por Pelé, o Brasil atropelou a Suécia por 5 a 2. O Rei, então aos 17 anos de idade, fez das suas. O placar foi fechado com um gol do maior de todos os tempos, que marcou dois naquela tarde.

Esse foi só o primeiro passo da Seleção que se transformaria na maior campeã do mundo, com cinco títulos. Uma conquista que fez o Brasil marcar seu território no futebol mundial: o topo. O brasileiro nasceu para jogar futebol. Desde os campos mais distantes do nosso país, até uma final de Copa do Mundo, o futebol faz parte de nossa identidade. Não é à toa que carregamos, sobre o peito esquerdo da Amarelinha, cinco estrelas. E tudo começou naquela tarde de glórias no Rasunda.

Obrigado aos campeões de 1958. Nada disso seria possível sem vocês. O futebol brasileiro será eternamente grato.

Os jogadores

Gilmar
Castilho
De Sordi
Djalma Santos
Dino Sani
Mauro
Bellini
Orlando
Nilton Santos
Oreco
Didi
Zito
Moacir
Dida
Garrincha
Zagallo
Pelé
Pepe
Joel
Vavá
Mazzola
Zózimo

O comandante

Vicente Feola

Leia mais

Nossos patrocinadores