Internacionalização do futebol

11/05/2017 às 17:03 | Assessoria CBF

Damian Willoughby: o Manchester City pelo mundo

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

No Manchester City desde 2013, Damian Willoughby, é o vice-presidente sênior de Parcerias do clube. Responsável por representar todas as propriedades do City Football Group, o executivo participou da 2ª Semana de Evolução do Futebol, promovida pela CBF, para debater sobre a internacionalização do futebol.

Sendo um esporte universal que mexe com todas as paixões do torcedor, existe dentro do cenário futebolístico uma oportunidade incrível de expansão. Damian explica que no início os clubes europeus eram de proprietários locais e todos os produtos eram destinados para o mercado doméstico.

Na Inglaterra, a globalização do futebol começou com a internacionalização da Premier League, que se tornou um grande sucesso. Com isso, aconteceu uma proliferação dos direitos de mídia e os clubes passaram a ter uma visão mais global.

– Você consegue ver nosso produto em qualquer lugar do mundo. O que melhora cada vez mais nossa habilidade para apresentá-lo.

Willoughby aponta que a evolução das tecnologias contribui para a constante globalização do futebol. No Manchester City, as redes sociais são usadas para a construção de um relacionamento entre o clube e os torcedores espalhados pelo mundo. Há um engajamento digital inovador que coloca a marca do City em destaque pelo planeta e em lugares estratégicos com conteúdos personalizados.

O modelo de atuação do clube inglês vem dando resultado dentro e fora de campo. A quantidade de troféus conquistados aumentou assim como o número de torcedores. Mas para além disso, o City Football Group se expandiu por outros continentes com propriedades nos Estados Unidos (New York City FC), na Austrália (Melbourne City FC) e no Japão (Yokohama F. Marinos) e outros oitos escritórios em diferentes partes do mundo.

O executivo pontuou também os três pilares da marca: futebol bonito; cidadania, futebol como fonte de inspiração; e a abordagem global, com diversos programas sociais, rede de aprendizados e eventos que aproximam o torcedor. As inovações do Grupo transformaram o Manchester City no quinto clube mais valioso do mundo.

– Queremos desenvolver e evoluir o nosso relacionamento com o torcedor. O futebol é o único esporte universal. É o mais assistido, o que as pessoas mais falam sobre. Não interessa onde você vai, mas você sempre consegue falar de futebol com alguém – finalizou.

 

Leia mais

Nossos patrocinadores